CCR ViaLagos

Investimentos

Investimento constante é garantia de melhoria contínua da RJ-124, a Rodovia dos Lagos. Para nossos usuários isso se traduz em modernização da rodovia, boa fluidez de tráfego e aprimoramento dos nossos serviços. 

A importante obra para a implantação da divisória metálica entre as pistas é um marco na segurança da ViaLagos, estimulando ainda mais o desenvolvimento da Costa do Sol. Cerca de R$ 200 milhões foram investidos na infraestrutura da rodovia. Entre as principais melhorias, destacam-se:

  • Alargamento das pistas nos 2 sentidos;

  • Estruturação e pavimentação dos acostamentos;

  • Novos sistemas de drenagem e sinalização;

  • Implantação de 2 passarelas;

  • Construção de 7 retornos, 14 travessias de pedestres em nível e mais 1 base operacional;

  • Implantação de câmeras de monitoramento do tráfego;

  • Incremento da frota e equipes de atendimento.

A tecnologia da divisória metálica entre as pistas da ViaLagos é uma das mais modernas no mercado de disposivo de segurança, amplamente utilizada em várias rodovias no Brasil e no mundo. Sua finalidade é minimizar o impacto de uma colisão aos ocupantes do veículo. 

Esse tipo de dispositivo contém o veículo durante o choque, amortece a energia da colisão e o redireciona em ângulo seguro para a pista.
Ele ainda possui uma tecnologia especial para a proteção dos motociclistas nas curvas.

Desde o início da concessão, a concessionária investiu R$ 458 milhões em obras que proporcionam mais segurança e conforto para os usuários. São investimentos em melhoria, ampliação, modernização, conservação e monitoramento da rodovia, que colocaram a RJ-124 entre as melhores e mais seguras do estado, preparada para os desafios de crescimento da Costa do Sol, também conhecida como Região dos Lagos.

OBRAS DE DESTAQUE REALIZADAS PELA CCR ViaLagos:

  • Recuperação e duplicação de 30 quilômetros da RJ-124;

  • Prolongamento da rodovia em 27 quilômetros até São Pedro da Aldeia;

  • Construção de viadutos para o acesso a Saquarema, Araruama e São Pedro da Aldeia;

  • Implantação de sinalizações aéreas, horizontais e verticais;

  • Construção de cinco passarelas, duas bases operacionais e sete retornos;

  • Implantação da divisória entre as pistas.